Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Falta de Respeito... E de Levar Nas Fuças!

 

 

Agora ao fim da tarde, o meu pai resolveu ir um bocadinho até à janela para apreciar o ar mais fresquinho que se fez sentir hoje e para ver mais alguém além de nós pois nem saiu de casa.

 

Estavam uns putos a jogar à bola aqui debaixo da janela, que insistiam em dar fortes boladas nas janelas da minha vizinha de baixo. Coisa que já é tradição, até.

Ora o meu pai farto, de assistir áquilo, disse aos miúdos a bem que não podiam mandar a bola à janela da vizinha, que deviam ter cuidado. Sabem qual foi a resposta dos putos ranhosos. malcriados e desocupados em vias de ser tornarem pequenos delinquentes (mais uns...)?

 

CALA A BOCA, Ó PALHAÇO!!!

 

O meu pai até ficou atordoado! Continuou à janela e ignorou aquelas merdinhas pequeninas. E isto tudo com as vacas gordas das mães a assistir na bancada, isto é, as parasitas da sociedade que não fazem a ponta dum corno a não ser beber cervejas e fumar à conta dos NOSSOS descontos porque vivem do famoso subsídio do estado, viram e ouviram o que se passou e nem se quer disseram uma palavra.

Nós bem avisámos o meu pai que as gajas eram uma ordinaronas e os putos eram iguais. E muita sorte teve ele em não ouvir uma "carvalhada" vinda delas...

 

Sabem o que me apeteceu? Levar o Bóbi à rua e "não sei como", ele soltar-se da trela. Garanto-vos que os putos apanhavam um cagaço que nunca mais queriam jogar aqui à bola! É que o Bóbi não gosta nada deles porque eles provocam o bicho. E mesmo não sendo um cão mau nem com instinto para morder, só o facto do bicho desatar a correr em direcção a eles a ladrar com as suas belas dentuças, eles ficavam bem assustados.

 

Agora pergunto: isto é falta de respeito ou falta de levar no focinho? Os filhos e as mães...

 

 

A Ver Por Um Canudo...

 

Assim que entrei na net, vejo que já sairam os resultados dos concursos de docentes. Acedi ao site do ME e consultei as listas só por descargo de consciência. Já sabia que não seria colocada. Concorre-se, perde-se tempo e queimam-se neurónios a preencher aquela chachada toda só mesmo por descargo de consciência. Mas pareceu-me que este ano, nesta fase, houve muito pouca gente colocada nos meus grupos... Será que se passa o mesmo nos outros? Confesso que não consultei.

 

Desde que fiz estágio, que andei de cavalo para burro. Não tem lógica nenhuma e não deveria ser assim mas foi exactamente nesse ano que vieram directrizes do ME, para a Universidade, a "aconselhar" que as médias fossem baixas... e foram. Foram tão "baixas" que nos lixaram a vida. O que mais revolta é que no ano anterior, colegas cábulas e outras colegas que fizeram a licenciatura graças ao copianço das minhas frequências e dos trabalhos que eu fiz, tiveram altas notas nos estágios. Completamente descabidas. Nós conhecemos as pessoas e sabemos quais são as suas capacidades reais, não é?

Depois foi um ano de reformas: ou se fazia estágio, ou se tinha não sei quanto tempo de serviço ou então levava-se um pontapé na bunda! Foi o que aconteceu a muita gente que não podia fazer estágio e a quem faltavam apenas uns diazitos para ter o tal tempo de serviço que lhe permitiria permanecer no ensino. Enfim! 

 

Injustiças da vida de uma professora.

 

A Minha Primeira Vez - Repost.

  

Algures nos primórdios deste blog, escrevi o post abaixo em que relatava a minha primeira vez. Ora leiam lá!

 

Já tinha experimentado e não tinha gostado.

Pelo menos não assim, puro, duro, sem enfeites ou disfarces.

Tenho de confessar que não faz muito o meu género.

Gosto mais de outro tipo de... "iguarias".

Mais elaboradas, mais exigentes, mais enfeitadas.

A sua origem animal sempre me causou confusão.

Outra coisa que sempre me fez impressão, foi a sua textura.

E sabor.

Aquela coisa mole e macia, com ar inofensivo.

Agrada à grande maioria das pessoas e até dizem que faz muito bem à saúde.

Hoje olhei para ela. E ela olhou para mim.

Desejei-a, cobiçei-a.

Aquela cor rubi no cimo.

O seu brilho guloso a pedir para a lamber.

Fui egoista: agarrei nela com as duas mãos e possui-a.

Coloquei-a na boca, saboreei-a...

Senti todo o seu sabor e textura.

Engoli tudo.

Adorei...

E quero mais!

 

 

 

E foi assim a minha primeira vez em que experimentei gelatina vegetal! So what? Pensaram que era o quê?!? Hummm...

 

A Idade Da Inocência.

 

Nesta quinzena, no colégio, tenho comigo uma menina pequenina, a P., que é muito fofa e engraçada. Como é a mais pequenina e não tem nenhum amiguinho da sala, anda a brincar sozinha porque os outros são maiores do que ela. então ando sempre a chamá-la para junto de mim, quanto mais não seja para lhe dar miminhos.

 

Hoje, estava eu e a D. T. de volta dela na brincadeira e a fazer-lhe perguntas, aquelas típicas que se fazem aos bebés. Ela muito séria e compenetrada olhava para mim e respondia. Até que eu faço aquela pergunta clássica...

 

Eu: Quantos aninhos tens P.?

P.: Dois...

E estica os dedinhos e mostra-nos a mão:

 

Sim, foi isto mesmo! Eu e a D. T. desatámo-nos a rir. Com a malícia em mente e julgando que até teriam sido os pais a ensinar a criança a fazer tal gracinha, perguntei...
Eu: P. quem ensinou a fazer os dois aninhos? Foi o pai? (Sim porque na generalidade os pais é que acham muita piada a estas coisas...)
P.: Não...
Eu: Foi a mãe?
P.: Não...
Eu: Então quem foi?
P.: Fui eu...
Humpf! Bom, é da maneira que vai fazendo ginástica aos dedos pois não tem ideia o que aquilo significa. O pior é se tivesse um aninho e se mostrasse a idade com o dedo do meio... {#emotions_dlg.tongue}

Marcas Brancas - Sim ou Não?

A propósito deste post da Raiozinho, resolvi pegar no tema e partilhar convosco a minha opinião e relação com os produtos de marca branca.

 

Há quem tenha muitos preconceitos e reservas quanto aos produtos de marca branca existentes nos diferentes supermercados. Eu nao tenho qualquer tipo de reservaem relação a estes produtos. enquanto consumidora, aquilo que me interessa é ter um produto de qualidade a um preço mais baixo. a marca não me interessa. E este é um princípio que rege a minha vida, não só em relação à alimentação, mas também ao vestuário e outros artigos.

 

Sei de fonte fidedigna que este tipo de produtos não é de inferior qualidade quando comparados com os de "marca". Não raro, o que acontece é que estes produtos têm embalagens mais baratas, não pagamos a "marca", não têm campanhas de marketing dispendiosas, além de que são excedentes de uma determinada "marca", o que faz com que o produto final chegue ao consumidor a um preço muito atractivo.

Nos dias de hoje, os produtos de marca branca são uma excelente alternativa para economizar uns trocos continuando a usufruir qualidade.

 

Perto da minha casa existem dois supermercados onde eu faço a maioria das minhas compras: Pingo doce e Lidl. No Pingo Doce costumo comprar os seguintes produtos que me deixam satisfeitíssima:

 

Produtos Alimentares:

Manteiga magra (para mim mais saborosa do que a matinal), margarina culinária, leite meio gordo (que acho mais saboroso do que o da Mimosa, por exemplo), ovos XL (são mesmo grandes e óptimos para fazer bolos! Chlép!), arroz Europa (o da embalagem laranja e que rende que se farta, além de ficar soltinho como eu gosto), azeite, azeitonas verdes em frasco (deliciosas!), sumos naturais de fruta, pizzas frescas (chlép!), sopas em doses individuais (em caso de emergência), massas folhada, filo, quebrada, cereais para o pequeno-almoço (aqueles que têm pedacinhos de maçã, avelã, banana, etc.), puré de batata congelado (que parece mesmo o verdadeiro), batatas fritas congeladas, hamburguers congelados de frango, natas (óptimas para bater), molho béchamel.

 

Produtos de Higiene e Limpeza:

Lava loiça Utra Pro (UP), amaciador para a roupa UP, spray de pré-lavagem com oxigénio activo UP, detergente para a roupa (mão e máquina), gel com lexívia UP, creme para lavar o wc tipo CIF,  shampoo (da linha Essentya), sabonete líquido para as mãos, pensos higiénicos e diários.

 

No Lidl, costumo comprar, entre outros produtos, os seguintes:

 

Produtos Alimentares:

Pastéis de bacalhau, pães com chouriço, gelados (tipo magnum e um em caixa de chocolate com pepitas e que é horrivelmente bom!), iogurtes (há uns com pedaços de fruta que vêm nuns copos enormes e que são deliciosos), fiambre fatias finíssimas, vinagre de maçã, azeite, hamburguers de vaca fresocs, cajus (que só se pára quando chegamos ao fim da lata!).

 

Produtos de Higiene e Limpeza:

Papel higiénico (é uma embalagem de 10 numa embalagem azul), papel para as mãos, gel líquido para as mãos (o do frasco cinzento), detergente lava tudo, detergente para a roupa, acetona.

 

Concerteza existem mais alguns produtos que eu uso destes dois supermercados mas que não me ocorrem neste momento. Sugiro que experimentem alguns destes produtos que eu referi, caso ainda não os conheçam. Acho que terão uma agradável surpresa!

 

A Minha Compra Na Feira.

 

Como disse no post anterior, ontem fui à praça fazer compras para abastecer o frigorífico. Aquela praça é muito grande e há muita oferta pelo que podemos comprar carne e peixe óptimos a preço muito em conta.

 

Depois acabei por dar uma vista de olhos à feira propriamente dita. Há sempre coisas muito boas a preços óptimos embora nesta altura esteja mais fraca pois há muita gente de férias. Ontem era de aproveitar sapatos da Chicco para criança lindos para morrer! E eram mesmo originais. Não sei o preço mas concerteza valeria muito a pena porque na loja só de dizer o preço até dói!

 

Numa bancada haviam malas super giras de todas as cores, modelos e feitios. Eu dei uma espreitadela e vi uma branca muito gira mas era... branca. Não queria desta cor, embora eu tenha sndálias brancas. Dei uma mexidela e surge-me outra mala igualzinha mas em castanho. Iupiii! Agarrei nela logo, aquela já era minha!

 

Reramente compro malas em pele mesmo. Não só por uma questão ecológicas mas também porque as outras são muito mais baratas, fazem o mesmo efeito e quando me chatear delas, arrumo-as. Sim, porque eu não chego a estragar as minhas malas. elas duram, duram...

 

Ora qui está a minha compra:

 

 

 

A mala é de tira-colo, tem um bolsinho atrás com fecho, um à frente que aperta com molas e ainda outro na pala que fecha a mala. Falta enchê-la para depois ficar mais gira.

 

E agora vem o mais giro...

 

Sabem quanto custou?

 

Não...?

 

3.50€!

 

Sim, 3.50€!!!

 

Agora digam lá, foi ou não foi uma boa compra...?!

{#emotions_dlg.bunny}

Serão em família.

Enquanto o meu pai e o N. assistem a uma derrota ridícula do Benfica (e dizem asneiras e dão bitaites), o Pimetinha dorme e eu entretenho-me a pintar as unhas com manicure francesa. E enquanto o verniz seca, aproveito para escrevinhar aqui qualquer coisa.

 

Fiz um lanche ajantarado para o pessoal em que o repasto principal foi uma caracolada. O cozinheiro dos caracóis é sempre o N., é ele que comanda a cambada de caracóis dentro do tacho. E ele fá-los tão bem, mas tão bem que hoje não sobrou nem um!

 

De manhã fui à praça fazer compras para abastecer o frigorífico e realizar os meus sonhos de ontem. Ontem estava mesmo descrossoada e andei o dia todo a sonhar com 1 bola de berlim e um chocolate (não digam a ninguém mas morfei os dois ontem enquanto via TV... chlép!). E ainda sonhei com uns caracóis para a tarde de hoje! Na praça, assim que vi os rastejantes, já não sai de ao pé deles! Deliciosos!!!

 

Ainda dei uma volta pela feira propriamente dita e comprei uma mala mesmo fixe. Apesar de não parecer, o tempo frio qualquer dia está a bater-nos à porta, assim como a chuva. E esta minha nova malinha foi comprada com o intuito de ser usada em tempos de aulas e durante o tempo frio e chuvoso,embora ela seja para todas as estações.

 

Amanhã tiro uma foto e coloco aqui para vocês apreciarem a minha compra. Ah e vou limpar as unhas... não tou a gostar nada delas... :P

Quando O Cão Quer, A Dona...

Este é um dos dias em que estou completamente descrossoada. Estou mal da minha alergia por causa do pó das obras do colégio e dos livros afogados. Desde que cheguei a casa que não faço mais nada do que espirrar e, de tal maneira, que até me estava a custar respirar. Tive de enfiar um Singulair acompanhado de um Kestine goela abaixo. Aproveito pra dizer que não me reponsabilizo pelas tonteiras deste post... efeito dos comprimidos :PPP

 

Depois de jantar, fui obrigada (cof! cof!) pelo meu descrossoamento a comer um geladinho tipo magnum de amêndoas mas da concorrência. Enquanto lambia o meu gelado, aproveitei para me sentar ao Pc e ver os mails e os vossos posts. E é nesta altura que aparece ao pé de mim o meu "assistente", digamos assim...

Abanou o rabo, meteu a língua de fora a rir-se, mandou um dos seus suspiros "comunicativos" e meteu as patas dianteiras em cima das minhas pernas.

 

Começou a olhar para mim e para o gelado. Dava umas cheiradelas tipo a confirmar "é este é... gosto mesmo deste gelado". Eu fui lambendo o gelado enquanto ele seguia o trajecto da iguaria pra trás e para frente, hipnotizado. Às tantas dá mais um suspiro comunicativo como quem diz "hei, quando é a minha vez?". O sr. Bobí estava tão águado que até me caiam pingas da língua na perna...

 

Às tantas, o desespero foi tanto que ele esticou a língua e deu uma lambidela ao gelado! Seu guloso de um figa! Vocês não estão bem a ver mas ele em cima das minhas pernas fica com a cabeça ao nível da minha... {#emotions_dlg.sidemouth}

Com muita pena minha mas para grande alegria do sr. Bóbi, lá tive de lhe dar o resto do meu gelado (que foi METADE) pois já não ia comer o gelado lambido pelo guloso de uma figa. Ok, o menino não come qualquer coisa, todos os dias come um dentastix mas... é cão, né?

 

Haviam de ter visto o jeitinho com que o bicho comeu o gelado: lambeu a maior parte mas nas pontinhas mordiscava com os dentinhos (dentuças) da frente e como ainda tinha ficado um cadinho de chocolate no pau, ele esticou as beiçolas para trás e com todo o cuidado e minúcia, trincou de fininho o chocolate com os dentinhos da frente até ficar tudo limpinho!

 

Vá, agora digam lá que eu faço as vontades todas ao cão... É verdade. Ao meu Bobicas e ao meu Pimentufo... hihihihi!

 

P.S. Esta foto foi retirada da net, embora o Bóbi seja muito parecido com este cãozinho.

 

Feira Dos Livros... Molhados.

 

Cheguei mais cedo hoje ao colégio porque o café onde costumo ir beber o primeiro do dia, está de férias. às 7.40 já eu estava a meter a cahve na ranhura e a preparar-me para fazer a mini-maratona do dia para ir desligar o alarme.

 

Desci do autocarro e fui subindo a rua com a moleza típica da segunda-feira e a visão toldada adquirida no fim-de-semana e durante a noite devido à falta do sono (o gajo foi dar uma volta...).

Quando dou o primeiro passo para trespassar o portão, vejo um homem dentro da escola! Eh lá! Quem é aquele?! Algum ladrão?! Querem lá ver que assaltaram o colégio e eu apanhei os gajos em flagrante?! E agora? Agora devo ser feita refém... ai!

 

Bom, filmes àparte, estranhei aquele homem ali até porque nem o reconheci. Abri uma porta, depositei as minhas coisas e fui ver o alarme, que já estava desligado. Dirigi-me ao homem, que estava junto ao parque das crianças, e que só então percebi que era o homem das obras. Cumprimentei-o e o homem diz-me que o cano remendado na sexta-feira rebentou. Hummm...

 

Entrámos os dois no colégio propriamente dito, e eu vou ver a água existente no chão. E é quando o homem me pergunta se eu tinha a chave da sala ao lado. Fui buscar a chave para abrir a sala.

Caiu-me tudo aos pés!!!! A sala estava inundadíssima! Tinha pelo menos 3 ou 4 cms de água e tinha levado um chão novo no início do mês. Aiiiii!

Enquanto pensava que tinha de ir buscar um balde e esfregona para apanhar a água, o homem diz-me que vem um aspirador a caminho para sugar a água. Menos mal mas tudo estragado.

 

Fui ligar ao director para o informar da gravidade da situação e perguntar o que estava nos caixotes guardados na sala. O director teve dois trecos e disse-me que o que estava dentro dos caixotes eram... LIVROS!!!! Oh my god!

Lá fui eu mais a minha auxiliar tentar salvar os livros do afogamento.

Um aparte: esta auxiliar tem a mania que manda no colégio e então voltou-se para mim e disse-me: "ficas tu ou eu com as crianças? Não podemos estar aqui as duas..."

Só lhe respondi que tinham sido ordens do director. Ia ela começar com as suas lérias e teorias em vez de se agarrar aos livros para os tentar salvar, quando me saio com esta "menos conversa e mais trabalho". LOL! Sabem que mais? Ainda ficou ofendida comigo...

É que eu não sou gaja de perder tempo na conversa, se é pra fazer, faz-se. Mas ela se puder fazer o menos possível e ainda se for outros a fazer, tanto melhor. A fama que tem no colégio justifica-se.

 

Voltando ao afogamento dos livros, lá tirámos tudo a escorrer de dentro das caixas e pusémos no pátio da escola ao sol a ver se se salvam alguns. Livros excelentes e caríssimos que pertencem à nossa biblioteca e que estavam ali porque aquela vai mudar de sítio. Quem passava na rua, devia pensar que era alguma feira do livro...

 

Agora sabem porque é que a inundação aconteceu? Porque o homem das obras estve a trabalhar no colégio no fim-de-semana e deixou a água... aberta! disse-me ele que estava na praia e se lembrou que tinha deixado a água aberta mas borrifou-se para o assunto.

O esquecimento saiu-lhe caro a ele e a nós: a ele porque teve de pôs um chão todo novo e a nós porque não sei até que ponto conseguimos recuperar os livros todos...

Eu Tive Um Destes!

 

Quando tirei a carta, o meu pai ofereceu-me um carro. Quer dizer, eu "intimei-o" a dar-me o carro. O carro já era para mim mas eu tive de encostar o meu pai à parede senão o carro nunca mais vinha para as minhas mãos.

 

Depois de umas voltinhas acompanhada pelo papá -aos berros porque não tem paciência nenhuma - decidi que a partir de uma determinada altura, começaria a andar sozinha. Para evitar constrangimentos no trânsito e evitar eventuais humilhações masculinas devido a algumas pequenas asneiras que pudesse cometer, comecei a circular à noite. Ia ter com as minhas amigas para irmos beber um cafezito e aproveitava para ir arrincando maiores distâncias. Ah, e em relação a asneiras, devo dizer que não fiz muitas, até era boa condutora... mas com pézinho pesadinho... {#emotions_dlg.blushed}

 

Um dia, o carro desapareceu, foi roubado. O carro era muito cobiçado, muitos o queriam comprar. Já tinha sido carro de corridas e tinha um volante pequenino branco, rodas largas, era vermelho com tecto branco. Tive um grande desgosto. Procurei por todo o lado mas nunca foi encontrado.

 

Como o mini fez 50 anos, aproveitei para relembrar o meu pópózinho tão queridinho e que desapareceu tão depressa. Chuif!{#emotions_dlg.cry}

 

 

Pág. 1/2